Vai começar?!   O passo seguro para iniciar atividades físicas

12/06/2020

A primeira é voltada para iniciantes, e ensina você a praticar esportes de maneira correta e sem complicações para a saúde.

- Problemas de saúde, dores na coluna, sedentarismo, bem-estar, lazer, ganho de massa muscular e emagrecimento. São diversos os motivos que levam a pessoa a iniciar uma atividade física. Mas será que todas sabem se estão em plena condição para isso? Geralmente, o iniciante comete um erro grave: não vai ao médico para realizar os exames necessários e confirmar se está apto a praticar o esporte escolhido. E o que acontece? Lesiona-se e, no pior dos casos, pode sofrer um infarte por sobrecarga.

- O primeiro passo para o começo de uma vida no esporte é uma consulta com o cardiologista. É imprescindível a realização de um check-up completo e do teste ergométrico, na esteira ou na bicicleta. De acordo com o cardiologista Paulo Roberto Carvalho, essas medidas têm que ser tomadas para qualquer modalidade e por todas as idades, mas principalmente pelos homens e mulheres acima dos 40 anos.

- Antes de praticar qualquer atividade física, é necessário realizar uma gama de exames. Os mais comuns são o hemograma, com o intuito de analisar todos os elementos do sangue, e o teste de esforço físico, que permite detectar a presença de doenças arteriais, algum problema cardiorrespiratório ou alterações do ritmo cardíaco desenvolvidas pelo esforço - informou o cardiologista.

- Escolhido o esporte e com a liberação do cardiologista em mãos, é hora de ir ao ortopedista. Identificar o tipo da pisada, detectar anormalidades na coluna e problemas através dos formigamentos causados pela má postura é de suma importância. Para a ortopedista Ana Paula Simões, especializada em pé, perna e tornozelo, é importante que o atleta conheça a sua pisada para evitar vícios posturais, lesões nos tornozelos, joelhos e na coluna.

- São três tipos: pronada, quando a parte de fora do calcanhar toca no chão e o pé inicia a rotação para dentro e só depois volta ao normal; supinada, quando o calcanhar toca o solo e o pé inicia uma rotação para fora; e pisada neutra, aquela que começa com a parte externa do calcanhar e o pé rotaciona ligeiramente para dentro, terminando com a parte dianteira do pé tocando o solo - explicou a ortopedista.

E aí?! Tá gostando?! Para ver o texto completo é só clicar:  

👉  https://globoesporte.globo.com/eu-atleta/noticia/2012/03/cardiologista-e-ortopedista-o-passo-seguro-para-iniciar-atividades-fisicas.html

By Dra Ana Paula Simões

👉 Mestre em ortopedia e traumatologia pela Santa Casa de São Paulo

👉 Especialista e delegada regional do Comitê de Traumatologia esportiva

👉 Médica assistente do grupo de traumatologia da Santa Casa de São Paulo e da Sociedade Brasileira de Futebol Feminino e membro da Sociedade Brasileira de Medicina Esportiva 

www.anapaulasimoes.com.br