top of page
  • maduevi

Você realmente conhece o nervo ciático?

O maior nervo do corpo humano é conhecido por duas nomenclaturas: nervo isquiático também chamado de ciático.


No post de hoje vamos falar a respeito do nervo ciático, sua sintomatologia e reabilitação, vamos lá.


Sua localização parte da pelve abaixo do piriforme através do forame ciático maior e desce entre a tuberosidade isquiática e o trocânter maior na parte posterior da coxa, dividindo-se nos nervos tibial e fibular. Uma curiosidade e talvez você ainda não saiba, desde a região da pelve esse nervo também já vem sendo dividido em fibular comum e tibial, entretanto são unidos por uma banda de tecido conjuntivo e percorrem atrás da coxa até posteriormente serem separados.

Fonte: google imagens


Entre os possíveis fatores presentes (na maior parte recorrente) estão a dor na região lombar devido a danos no disco intervertebral. Ou seja, quando a hérnia de disco ocorre na parte inferior das costas (região da lombar e sacral) pode estar associada com a compressão do seu nervo ciático causando sintomas na coxa, perna, nádega e/ ou pé. Ademais, essa dor é conhecida como dor neuropática, caracterizada como dor crônica que ocorre quando os nervos sensitivos do sistema nervoso central e/ou periférico são feridos ou danificados.


Os principais sintomas presentes são descritos como ardência, formigamento e sensação de agulhadas na região de nádegas que pode percorrer pela coxa, perna e/ou pé. Os sinais podem ser constantes ou intermitentes e variam de acordo com alterações posturais, em que atividades como flexão para frente podem agravar a dor.


E como resolver a dor ciática?

Entende-se que o processo doloroso e as disfunções presentes são individuais e variam de acordo com a individualidade de cada um. Entretanto, a literatura nos mostra que o exercício melhora o comportamento neuropático da dor e, especificamente o exercício aeróbico, como o treinamento em esteira. Demonstrando melhorias na hipersensibilidade mecânica e térmica. Saliento ainda que o acompanhamento com o médico, fisioterapeuta e educador físico são fundamentais para o diagnóstico adequado e a reabilitação específica conforme as limitações e contraindicações de cada.


Até nosso próximo post.



Fisioterapeuta (Crefito:375225 - F)

Pós graduanda em Quiropraxia e Fisioterapia Esportiva e Traumato-Ortopédica


77 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page