top of page

Não alongue o nervo ciático inflamado



O nervo ciático é o nervo mais longo do corpo. Seu caminho parte de 5 junções de raízes nervosas: duas lombares (L4 -L5) e três sacrais (S1 - S2 - S3) elas se juntam e dão origem ao plexo lombo sacral e ao nervo ciático, no qual se estende pelo membro inferior. 


O nervo é muito sensível, principalmente quando se tem uma compressão anatômica pode desencadear irradiação e dor além de gerar outros sintomas ao longo da perna. Normalmente, vem acompanhada do mesmo nível anatômico como o dermátomo correspondente, ou do miótomo que inerva a musculatura da região.


Quando está comprimido, irritado ou inflamado, pode causar sintomas como: dor aguda em queimação na parte superior das nádegas, dor aguda nas costas/lombar, quadril e na parte externa da perna, sensações de formigamento ou alfinetes e agulhas. 


Em casos de inflamação ou uma crise de dor não se deve alongar a região, uma vez que, o nervo comprimido não aceita ser alongado, pois gera ainda mais estresse. Pense que, quando o nervo está irritado (fazendo uma analogia) ele se torna uma mangueira enrolada e ao alongar, ao invés de desenrolar, aumenta ainda mais a torção. Ainda, ao estar comprimido o nervo impede a passagem de sangue e o impulso de corrente elétrica com as informações necessárias para as musculaturas. O alongamento nesse caso, faz um estresse dessa região, diminui o aporte de sangue no local e consequente a cadeia de sintomas já mencionado. Nesse caso, em período agudizado o mais indicado são técnicas de mobilização neural, ou seja, que faça “o deslizamento desse nervo” e não o enrole mais.


Para elucidar tudo que comentei hoje, segue alguns exercícios de mobilização neural que vão auxiliar e não prejudicar ainda mais.



12 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page