top of page

“ESCURO, CAMA…SONO! MELATONINA! ou.... MELATONINA, ESCURO, CAMA, SONO?”


Gosto de exemplificar com exemplos diversos em como temos muitos fatores envolvidos para um único evento, podemos observar por algo mais complexo e macro como um cirurgião e seu auxiliar interagindo bem, movimentos e mecânica bilateral em sincronia (ao menos é o que se espera), não podemos dispensar auxiliares, circulantes de sala, instrumentadores… todos em harmonia para um bom resultado. E essa necessidade de funcionamento em bom ritmo vem desde a sala onde materiais e campos foram esterilizados. Tudo pra chegar no momento daquele evento.

Para um bom sono temos também a necessidade de um bom ambiente, hábitos regulares e o “escuro”, quem muito se priva sabe que podemos dispensar a cama vez ou outra, mas o conforto que ela traz com lençóis limpinhos é inigualável após um longo período de serviço! 

  • Pelo mesmo modo de inferência devemos olhar os fatores de interferência de uma boa noite de sono. Pense na luz diurna, ela nos demonstra as horas e “horário” mais justo para o corpo regular o organismo todo, aprofundemos a percepção pelo núcleo supraquiasmático, uma região específica que vai coordenar nosso “ciclo sono vigília” a partir do estímulo luminoso. A retina captando as informações também envia informações ambientais para o hipotálamo, que secretará em nossos corrente sanguínea esse hormônio mencionado, a MELATONINA. 

  • Hipotálamo outrora conhecido como “glândula pineal”, essencial à liberação de diversos hormônios em nós, é um excelente maestro do organismo e secreta em geral o pico da melatonina de madrugada. 

Um hormônio já comprovadamente eficaz em controle de inflamação sistêmica através dos radicais livres, ajudante de “fixação” da memória, qualidade de sono profundo, auxiliando até mesmo no efeito da secreção de insulina, sua recepção periférica e ação geral. 

Essa secreção com pico em horário de costume, logicamente depende de uma série de fatores, e comumente será afetada pela “pressa” do século, pelo descuido de nosso sono e excessos alimentares com os quais nos sobrecarregamos diariamente. Para um volume mais rápido e degradação maior do que o simples processo de envelhecimento natural esperado pela idade…

Hormônio então, que já tem suas ações anti-inflamatórias comprovadas por estudos, é produzido internamente… Devo “repor” esse item? 

Devo oferecer ao meu corpo de forma suplementar? 

Eu retorno a pergunta com outras indagações para você se perguntar: “ Eu durmo bem? Acordo descansado? Tenho hábitos saudáveis e uma boa alimentação? Estou acima do peso? Tenho atividade física regular? Meus exames estão alterados de alguma forma?”...

Se a resposta dessas demandas te deixa preocupado, ou em dúvida, sugiro cogitar com seu médico na possibilidade de suplementar a melatonina em qualquer uma de suas manipulações e formatos disponíveis até que consiga regularizar seus hábitos de vida.

Ofertar de forma “extra” até regularizar sua secreção natural e otimizar seu organismo pode ser uma boa saída pra sua qualidade de vida e ajuste do “soninho da beleza e juventude”. 

Tem tantos ativos no mercado que ficamos até perdidos… Gotas, sublingual, comprimido, cápsulas… e até fitomelatonina! A melatonina de fitoativo extraída das plantas…Incrível, não? As plantinhas também possuem melatonina e descobrimos maneiras de usar essa molécula pra nos auxiliar… 

#DETALHE:  Aos curiosos de plantão informações extras: melatonina é uma indoleamina, derivada do aminoácido triptofano, que ainda vai evoluir para serotonina. 

Lembre-se sempre de ponderar sobre seus hábitos de vida e melhorar um por vez, nada substitui uma boa dieta, sono regular e exercícios… mas sabemos que equilibrar todos os pratos da vida adulta em malabares é um baita desafio! Por isso, como parte dos médicos atletas estamos sempre dispostos a ajudar e evoluir também. 

E aí, você já teve alguma experiência com esse ativo? Já usou alguma vez ou usa de rotina? 

Comente aqui! 

Até breve! 










Algumas das fontes usadas para essa publicação:



29 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page